sábado, 27 de fevereiro de 2010

Poesia - Viver?

Viver invejando
gregos e troianos,
se conformando em viver
sempre por baixo dos panos.
Viver escondendo as ânsias,
na inútil busca do recato,
quando a lascívia quer se mostrar
como vendaval,
em puro desacato à sensatez.
Viver escondendo a própria loucura,
cura da monotonia,
razão de orgulho e paixão.
Viver sendo a ideal sem-graça
quando meu real disfarça
pra não chocar os frustrados...
Será viver?

Ana Lucia Sorrentino em Alento(2007) - coletânea de poesias, à venda através do e-mail analugare@yahoo.com.br

5 comentários:

007BONDeblog disse...

Querida Ana

Bom dia!

A felicidade não está mesmo em mascarar sentimentos e fingir ser.

Ainda que não devamos desprezar todas as oportunidades de crescer,mudar e melhorar que a vida nos oferece, isso só tem valor quando é feitode forma honesta conosco e com o próximo.

Parabéns pelo toque de autenticidade nos belos versos.

Um abraço

Ana Guimarães disse...

Não! :)
Muito bom.
Beijo

Danilo Coppola disse...

adorei essi poema, muito bem costruido, com palavras e pensamentos profundos. Brava.
Danilo

Vanessa disse...

Como já cantou Ney Matogrosso:
"É debaixo dos pano
Que a gente esconde tudo
E não se fica mudo
E tudo quer fazer
É debaixo dos pano
Que a gente comete um engano
Sem ninguém saber..."

E é por debaixo dos panos que a gente tem momentos de felicidade sem que todo mundo saiba...pena que precisa ser por debaixo dos panos..rs..

sueli schiavelli jabur disse...

querida amiga amei seu poema, se o amor é uma loucura, é com ela que quero viver e conviver, sem nada precisar esconder, bjs