sábado, 12 de março de 2016

Entenda o que a Globo vem fazendo com a suposta delação premiada de Delcídio do Amaral















Quem acompanha o noticiário com atenção termina o dia sem certeza de nada, mas entendendo direitinho como funciona a grande mídia.

No dia 03/03, a Globo exaltou os ânimos dos brasileiros, já tão judiados pelo caótico cenário político, com a suposta delação premiada de Delcídio do Amaral. O jornal do meio-dia da Globo News dedicou mais de 13 minutos a uma matéria da revista Isto É que denunciava  que o senador "teria citado Dilma e Lula em acordo de delação. A revista teria apurado que o senador teria descrito com extraordinária riqueza de detalhes a ação decisiva da Presidente Dilma para tentar manter na Petrobrás os diretores que estariam comprometidos com o esquema do Petrolão". A matéria segue no mesmo tom hipotético. Quem está habituado a prestar atenção nas estratégias da Globo entende, de pronto, que esta é uma suposta notícia, pois todos os verbos estão no condicional. Alguém que teria feito algo, alguém que teria dito que alguém teria feito algo, e, pior: alguém que teria dito que alguém demonstrou que teria feito algo! Se quem ouviu a notícia prestou atenção, entendeu que nem era possível, naquele momento, dizer que a delação realmente acontecera. Aquilo não era uma "notícia".
À tarde o portal G1- que tem muito menos visibilidade do que os telejornais - publicou:"Delcídio diz em nota que não confirma teor de reportagem sobre delação". A matéria esclarecia que o próprio Delcídio não confirmava o conteúdo da reportagem da revista Isto É e que ele e seu advogado não reconheciam a autenticidade do material. Havia ainda uma nota de esclarecimento assinada pelo próprio Delcídio e por seu advogado, negando que a jornalista da Isto É os tivesse procurado para confirmação dos fatos. Isso foi uma notícia. 
Surpreendentemente, o Jornal Nacional escolheu para destaque, à noite, o mesmo assunto da pseudo-notícia da GloboNews, abrindo a matéria com estas palavras: "A política brasileira sofreu, nesta quinta-feira (3), um terremoto, com a revelação do conteúdo do depoimento do Senador Delcídio do Amaral à procuradoria-geral da República num acordo de delação premiada.  Entre outras coisas, o senador afastado do PT acusou a presidente Dilma e o ex-presidente Lula de tentarem interferir nas investigações da Lava Jato."
Ignorando completamente a notícia que o próprio G1 dera à tarde, de que Delcídio negara ter feito a delação relatada pela revista Isto É, a Globo ocupou 7 longos minutos do tempo do ouvinte  com as supostas afirmações que Delcídio teria feito em uma delação que a Globo já sabia que não havia sido confirmada!  A emissora seguiu semana afora repetindo o que teria sido dito na suposta delação. No sábado, 12/03, ao final da repetição da infinita cantilena que se arrastou por toda a semana, a Globo falou sobre a nota de Delcídio, que rejeita as informações da Revista Isto É. A pergunta que não quer calar: por que uma matéria que se sabe falsa ganha tanta visibilidade, com ampla divulgação de seu conteúdo durante TODOS os dias de uma semana INTEIRA, em TODOS os jornais da emissora? E por que uma nota que desmente a matéria é simplesmente desconsiderada, para vir à tona rapidamente apenas quando o povo todo já decorou as falsas denúncias?  E essa jornalista que escreveu a falsa notícia? Não deveria ter sido procurada para esclarecimentos, uma vez que Delcídio e seu advogado disseram nem ao menos ter tido contato com ela?  

O cidadão comum, que trabalha pesado e que na hora do Jornal Nacional muitas vezes nem tem cabeça para questionar nada, deve ter ficado aterrorizado com a infinita desonestidade de Dilma e de Lula... E, com certeza, esse é um assunto e tanto pra se conversar na hora do cafezinho com os colegas de trabalho ou na happy hour, com uma cervejinha gelada.  E assim vão reverberando sem controle as mentiras que a grande mídia planta, sem o menor escrúpulo ou responsabilidade. Quem ouviu o jornal do meio dia da GloboNews e o Jornal Nacional do dia 03/03,  mas não leu a matéria da tarde, no G1, e seguiu semana adentro acompanhando o noticiário desatentamente, já terá  sentido tanta repulsa pelos nossos governantes que não conseguirá mais assimilar o que de fato aconteceu, caso a delação não tenha ocorrido. E assim se fermenta, dia a dia, esse ódio que, se está fazendo bem a alguém, aos brasileiros é que não é. Resta saber a quem.  

                                                                       Ana Lucia Sorrentino

Imagem: Google

Um comentário:

BONDeblog S. O. disse...

BOM DIA

Publiquei matéria com chamada para o seu BLOG.

Parabéns pelo trabalho de informação e esclarecimento sobre a forma vergonhosa de atuação da TV GLOBO, uma das emissoras integrantes do MONOPÓLIO da DITADURA DA DESINFORMAÇÃO.

Um abraço