domingo, 12 de outubro de 2008

Vovó Vai ao Sus - A Charge da Vovó

Olá!
Quando publiquei o vídeo "Batatas", prometi que a Vovó, seu personagem principal, passaria a representar a terceira idade, aqui no meu blog. Hoje estou publicando a primeira Charge da Vovó, "Vovó Vai ao Sus". As charges da Vovó serão pequenos vídeos que abordarão situações vividas por todos os idosos, e nas quais temos que pensar! Graças a Deus, Vovó é super positiva, e sempre dá a volta por cima, então, prometo que, apesar das situações, muitas vezes, serem extremamente sérias, a charge será sempre agradável, pois carregará em si esse espírito jovem da Vovó! :) Verdadeiras lições de vida! Espero que se divirtam, e que comentem, para que esse trabalho tenha desdobramentos enriquecedores! Logo abaixo do vídeo, transcrevo o texto original, caso alguém tenha interesse!


Charge da Vovó I - Vovó Vai ao Sus

Essa noite Vovó dormiu muito mal. Assim que acordou e se sentou na cama, percebeu uma dor horrível no ombro direito. Logo lembrou que passara toda a tarde de ontem lavando roupas. Erguera e abaixara o varal inúmeras vezes. A danada da bursite voltara. Levantou, desanimada, e, enquanto fazia e tomava o café da manhã, já decidiu que iria até um posto de saúde, tentar passar por uma consulta. Não queria ficar com aquela dor... Arrumou a casa da melhor forma que pôde, e saiu. Tomou a maior canseira no ponto. Seu ônibus não vinha nunca! Acabou ficando sozinha! Até que, finalmente, seu ônibus apontou na esquina! Se adiantou, fez o sinal, e foi se posicionando. Mas, como é baixinha, e o braço doía muito, não conseguia alcançar o degrau do ônibus. O motorista não teve paciência, acelerou, e foi embora! Vovó ainda tentou fazer um gesto, pedindo que parasse, mas ele não deu a mínima! E ela ficou lá, desacorçoada e cheia de dor! Pelo tanto que esperara, calculou que já devia ser quase uma hora da tarde. Logo estaria morrendo de fome. Resolveu voltar pra casa. Assim que chegou, tomou umas gotinhas de novalgina, uma sopa quentinha, e foi descansar assistindo TV, na poltrona da sala. Se distraiu, relaxou, e acabou dormindo. Até que roncou alto, e acordou, assustada! Hi... - pensou. Cadê a dor? A dor tinha passado! Levantou-se rapidamente, deu uma testadinha no ombro, e se certificou de que estava bem! Imediatamente, lembrou que as roupas já deviam estar secas. Correu à lavanderia, abaixou o varal e começou a recolhê-las. Nessa idade - pensou - cada minuto de saúde tem que ser aproveitado! E agradeceu a Deus, feliz da vida!

Beijos!

Analú

7 comentários:

Lucas disse...

Eu sempre fico com dó da vó, mas pelo menos deu tudo certo no final!

neo-orkuteiro disse...

Analú, sua ideia de postar vídeos como este é merecedora de todos os elogios, que não é minha intenção sonegar nunca.
A produção deve ser bem trabalhosa, vejo nos créditos, é só você e dois colaboradorees que pelos nomes presumo serem or próprios rapazes que amiúde a deixam nas tais "crises de amor intenso" de que você fala alhures.
O texto da vovó indo à toa ao SUS está saboroso, sua narração é muito agradável de ouvir, também.
Muito sucesso pra seu blog.

Ana Lucia Sorrentino disse...

Ah, coisa boa ter você por aqui, João! Obrigada, viu?
Mas, que papo é esse de neo-orkuteiro? Já vou te achar lá já já! rsrs...
beeeijos!!!!

malurissatto disse...

Olá Amiga!!!
Coitadinha dessa vovó, será q todas tem problemas de bursite,deve ser por segurar os netinhos rsssssssss, eu tb já passei por isso rssssss.
Muito 10 sua produção, tb com 2 feras né....
Parabéns sua voz é super agradavel de ouvir.Devia investir tb como tradutora.
Bjs.

Mariano P. Sousa disse...

Legal Ana!
Mas o cara do ônibus é daqueles que parece que nunca vai ficar velho, assim ele não os respeita!
Beijão

Beatriz Lo Russo disse...

Garota!!!!! Adorei o seu blog!
As poesias, a charge da vovó, etc..
Vou passar sempre por aqui!
Beijosssssssssss
Bia
(por acaso a semana passada tive uma crise de tendinite no ombro, que vou te contar...)
Mais beijos

FALCÃO PEREGRINO disse...

Olá,
Gostei do seu blog, muito bom, já estou seguindo. visite o meu, se achar interessante, siga.
Que bom que a vovó não chegou no SUS, se chegasse provavelmente não teria melhorado.
Até +